Barbie ganha novos corpos, cabelos e tons de pele

barbie-nova

A primeira coisa que eu comprei com o dinheiro do meu trabalho foi um Barbie. Uma Barbie festa, com roupa cheia de babados e cor de rosa. Eu sempre amei a boneca, sempre achei ela independente e revolucionária. E agora, mais do que nunca, a personagem que fez parte da infância de muitas meninas, e também meninos, ganha uma evolução batizada de ‪#‎TheDollEvolves‬.

Sim, o tão criticado corpo da Barbie, que sempre foi apontado como irreal, ganhou novos contornos, e novas cores. Para anunciar a novidade, a boneca estampa a capa da revista da TIME com a frase: “Agora podemos parar de falar do meu corpo?”.

barbie-TIME

A boneca criada pela Mattel há 57 anos sempre apostou em outras etnias, mas isso nunca foi o carro chefe da marca. Porém, agora, a Barbie, além de ganhar versão plus size (são quatro versões de corpos), ela também tem sete tons de pele, com 22 cores de olhos, 30 cores de cabelo e 24 penteados. Ou seja, viva a diversidade!

A empresa dona da boneca tinha relutância de mudar seu mote principal que é a possibilidade de ter um padrão nas roupinhas. Quem aí não ia nas feirinhas da vida comprava várias roupas de Barbie genéricas, que eram mais lindas que as originais? Mas a Mattel descobriu que as crianças davam muito importância aos cabelos e tons de pele que a diferença nas silhuetas e isso fez com que fosse criado essa variedade de Barbies.

Isso tudo serve pra mostrar que empresas grandes, ligadas nas novas tendências de mercado e no novos comportamentos do seus consumidores mudam pra se adaptar. Foi-se o tempo que o cliente que tinha que ir em direção a marca, hoje, com a grande concorrência pela atenção e dinheiro do comprador, quem não se diversifica acaba passado pra trás (mesmo que isso aconteça lentamente). Se durante alguns anos questionou-se o corpo da Barbie, por não representar a realidade, ou ainda, pelo fato de ela não ser ponto de identificação de várias meninas que não loiras e magras, agora, a boneca mostra que quer ficar no mercado por muitos anos ainda.

A revista TIME fez uma reportagem especial sobre a mudança da Barbie:

Barbie’s Designers Explain What Convinced Them to Finally Chan…

Inside the most dramatic change in Barbie's 57-year history.

Posted by TIME on Thursday, January 28, 2016

Arquivo X está de volta | o quê eu achei

fox-mulder-dana_scully-x-files-arquivo-x-poster

Arquivo X volta com sua 10ª temporada, quase 14 anos após o “fim da série”. Se em 2002, os fãs ficaram inconsoláveis com o final da saga de Mulder e Scully, os anos seguintes foram bons e trouxeram filmes do programa, porém, nada que se comparasse com um novo ano com episódios inéditos (seis capítulos inéditos no total).

A noite de 25 para 26 de janeiro de 2016 marcou a volta do programa criado por Chris Carter. Em dois episódios super dinâmicos e cheio de revelações, Fox Mulder se rencontra com Dana Scully pra desmascarar uma conspiração ainda maior (alienígena ou do governo, assista pra saber a resposta). Sem entrar em spoilers, o seriado volta com sua abertura e trilha originais. Além disso, Arquivo X traz algumas referências ao passado, como a sala de Mulder cheia de lápis fincados no teto, o pôster “I Want to Believe” e frases saudosistas. Um prato cheio para os fãs.

fox-mulder-dana_scully-x-files-arquivo-x

Aqueles que não acompanharam toda a série podem ver sem problemas, pois as coisas são bem explicadas (mas é claro que você tem que ter uma base de Arquivo X) e muita coisa da trama faz referências a atualidade, como terrorismo, espionagem, vazamento de informações (caso Snowden e Assange). Mas ainda é preciso ter uma introdução pra saber quem é cada personagem que aparece, ou quais assuntos se refere, por exemplo, um cara fumando cigarro, o história da irmã do Mulder, quem é Skinner. Ah, e tem que acreditar nos ETs e teorias da conspiração, pelo menos dentro do programa.

Eu como fã me peguei rindo de piadas que meu namorado não entendeu. Fiquei emocionada com besteiras como um pôster e uma música de abertura. Meus olhinhos brilharam quando Mulder fala “você nunca será APENAS alguma coisa” para Scully.

Que está ansioso para os próximos episódios? o/

arquivo-x

Elenco de Friends: por onde anda?

FRIENDS-REUNION-2016
O elenco depois de Friends!

De tempos em tempos, surgem notícias sobre uma reunião do elenco de Friends, que depois de um tempo não se confirma! A série, que acabou em 2004, ainda coleciona fãs, esses loucos pra ver mais uma vez seus personagens favoritos. Por isso, quando começaram a pipocarem informações sobre um possível encontro da turma de amigos, a internet ficou enlouquecida.

FRIENDS-ENCONTRO

Será que esse pôster é real?

A “volta” do elenco de Frineds não é um retorno oficial da série. A ideia é fazer um especial da NBC de duas horas homenageando o diretor James Burrows. O cara completou a marca de 1000 episódios de seriados dirigidos – sendo 15 de Friends. Assim, o grupo de Nova York se reuniria aos personagens de Will & Grace, The Big Bang Theory, Mike & Molly, Taxi, Cheers e Frasier, em um programa temático homenageando o diretor. Mas parece que um integrante do sexteto não poderá estar presente: Matthew Perry.

Se 12 anos se passaram desde o fim do show, a gente fica curioso pra saber o quê esse pessoal fez nesse tempo. Após abandonar seus personagens, confira por onde anda (e andou) o elenco de Friends:

Jennifer Aniston (Rachel Green)
FRIENDS-jennifer-aniston-rachel-green

Em 2004, quando o programa chegou ao fim, Jennifer era casada com Brad Pitt e queridinha de Hollywood. Mas logo, as coisas viraram de uma maneira inesperada, ela foi tráida pelo marido e passou por um divórcio (em 2005). Só que parece que isso foi apenas combustível pra a atriz se jogar em novos projetos. A estrela deixou a televisão meio de lado e passou a apostar em filmes (principalmente) de comédias. Dizem Por Aí…, Amigas com Dinheiro, Separados pelo Casamento, Marley & Eu, Ele Não Está Tão a Fim de Você, Caçador de Recompensas, Esposa de Mentirinha, Quero Matar Meu Chefe 1 e 2 e esteve no superelogiado Cake: Uma Razão para Viver (pelo qual foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz de Drama).

Matt LeBlanc (Joey Tribbiani)
friends-matt-leblanc-joey-tribiani
Muita gente não sabe, mas o nosso eterno Joey está em um programa de sucesso nos EUA há quatro temporadas. Batizado de “Episodes”, o seriado traz o ator no papel de Matt LeBlanc, em uma versão mais exagerada dele mesmo. Até disso, ele também fez participações no programa de Lisa Kudrow, Web Therapy. Ah, e quem não se lembra do Spin Off de Friends, Joey? O seriado trazia a trajetória de Tribbiani depois de se mudar de Nova York pra Los Angeles, com sua irmã e sobrinho, pra tentar a vida como ator. Não pode-se dizer que foi um completo fracasso, pois durou duas temporadas.

Lisa Kudrow (Phoebe Buffay)
friends-lisa-kudrow-phoebe
Lisa Kudrow tem um seriado chamado Web Therapy. A série começou online, com a história de uma terapeuta virtual e foi comprada pelo canal Showtime. A atriz também fez participação no programa Cougar Town, de Courteney Cox. Além disso, ela teve um papel de destaque na série Scandal, e esteve no filme A Mentira, ao lado de Emma Stone, e faz a voz da personagem Wanda Pierce em BoJack Horseman, prestigiado seriado de animação da Netflix.

Matthew Perry (Chandler Bing)
FRIENDS-MATTHEW-PERRY-CHANDLER-BING

Desde o fim de Friends, Matthew colecionou séries (algumas nem tão bem sucedidas). O ator protagonizou Studio 60 on the Sunset Strip, Mr. Sunshine, Go On: Seguindo em Frente e The Odd Couple. Mas também esteve na estrelado e aclamando seriado The Good Wife. O nosso eterno Chandler ainda fez participação nos programas das amigas Courteney Cox (Cougar Town) e Lisa Kudrow (Terapia Virtual). Além disso, Matthew está ensaiando uma peça, em Londres, ‘The End of Longing’, e não vai comparecer ao encontro dos AMIGOS.

Courteney Cox (Monica Geller)
friends-courteney-cox-monica-geller
Enquanto Friends estava no ar, Courteney participou de grandes produções da época, como a franquia Pânico e Ace Ventura. Mas quando o seriado acabou, a atriz não esteve em filmes tão relevantes, porém, conseguiu emplacar um programa de comédia em 2009: Cougar Town. Antes disso, fez participações em séries como Scrubs, Private Practice e Web Therapy (da amiga Lisa Kudrow. A eterna Monica ainda estrelou o show Dirt, que foi um fracasso e não conseguiu a segunda temporada.

David Schwimmer (Ross Geller)
ross-geller-david-schwimmer
Seu maior papel no cinema, após o fim de Friends, foi a voz da girafa Melman na franquia de animação Madagascar. Assim como os outros amigos, David fez participação nos seriados Episodes (de Matt LeBlanc) e Web Theray (de Lisa Kudrow). Isso sem contar que ele virou um Kardashian! Ou melhor, o ator interpreta Robert Kardashian, o patriarca do clã mais famoso de Hollywood, na minissérie The People v. O.J. Simpson: American Crime Story!

Friends ficou no ar de setembro de 1994 e maio de 2004, nos EUA, e teve 236 episódios em dez temporadas.

UPDATE:

O mais próximo que tivemos de um encontro de Friends foi essa sketch no programa do Jimmy Kimmel.

E essa no programa da Ellen DeGeneres:

UPDATE 2:

Ontem, dia 24, foi gravado o tal especial. Olha só esse cross de Friends com The Big Bang Theory!

friends-encontro-

O programa especial vai ao ar no dia 21 de fevereiro nos Estados Unidos, pelo canal NBC.

Quentin Tarantino confirma ligação em todos seus filmes

quenti-tarantino-universo-

Durante anos, os admiradores de Quentin Tarantino suspeitaram de que o diretor havia criado um grande universo em que conectava todos os seus filmes. Claro que muitas teorias feitas por fãs nunca se concretizam, mas, dessa vez, o próprio cineasta confirmou! Ou seja, todos as produções do diretor de Os Oito Odiados estão interligadas de alguma maneira.

De acordo com o diretor: “Há realmente dois universos separados”, explicou ao programa The Project. “Há o universo real mais real do que o universo real, tudo bem, e todos os personagens habitam esse. E há este universo cinematográfico. Então ‘Um Drink no Inferno’, ‘Kill Bill’, todos esses se passam neste universo especial do filme. Então, quando todos os personagens de ‘Cães de Aluguel’ ou ‘Pulp Fiction’ vão ao cinema, ‘Kill Bill’ é o que eles vão ver. ‘Um Drink no Inferno’ é o que eles assistem”, explicou.

quenti-tarantino-universo-vega

Algumas provas dessas ligações já tinham sido deixadas nos filmes, por exemplo, os personagens em várias produções fumam a mesma marca fictícia de cigarro: Red Apple. Isso sem contar que Vic Vega, ‘Cães de Aluguel’, e Vincent Vega, de Pulp Fiction, são irmãos. Além disso, Lee Donowitz, de Amor Á Queima Roupa, é filho de Donnie Donowitz, de Bastardos Inglórios.

quenti-tarantino-universo-kill-bill

Além disso, quem não se lembra de uma ideia de programa que Mia Wallace teve lá em Pulp Fiction? Ela explica as personagens que se parecem bastante com as existentes em Kill Bill. Não se esqueça da fala: “A personagem que eu interpreto é a mais mortal de todas mulheres do mundo com uma faca”, Mia conta para Vincent.

Mas será que isso se repete em Os Oito Odiados, que parecer fazer parte de um universo totalmente diferente? Tarantino afirma que “se você é um fã do meu trabalho e estão familiarizados com ele, você pode ser um pouco detetive (…) Eu vou dizer que há um personagen entre os oito que está relacionado a um dos meus outros personagens em um dos meus outros filmes.”, disse ele a Digital Spy. OK, mas como vamos adivinhar. Relaxa que Quentin deixou uma pista: “”Eu não posso explicar a relação, porque isso seria entregar um pouco demais. A única outra pista que eu posso dar … é que o ator foi originalmente escalado como aquele personagem no outro filme, mas ele não foi capaz de fazê-lo devido a um conflito de agendas”, e agora, ficou mais fácil?

(via Dazed Digital)

Lady Gaga: como a artista se reinventou

lady-gaga-2008

Lady Gaga ganhou um Globo de Ouro e concorre ao Oscar!

Em 2008, um nome surgiu no universo Pop: Lady Gaga. A cantora loira com visual excêntrico e música dançante chamou atenção. Algumas divas, na época torceram o nariz, como Christina Aguilera que não gostou da comparação com seu visual. Madonna até ficou empolgada com a novata, mas Gaga esnobou a Rainha e, daí, saiu uma rixa. Com o tempo a Mother Monster começou a dar umas viajadas e achou que ela era a salvação do Pop, a escolhida da nova geração… Isso fez com que a artista perdesse um pouco o rumo e seu último álbum Artpop (2013) fosse rebatizado de Artflop!

Ao longo dos anos Lady Gaga apostou em um visual excêntrico

Ao longo dos anos Lady Gaga apostou em um visual excêntrico

O lance é: a cantora tem talento, mas passou a se achar a última bolacha do pacote e, com isso, a mídia e o público ficaram um pouco cansados dela. Só que Lady Gaga não é boba nem nada e decidiu se recolher (muito também por conta de um problema que teve de saúde) e se reinventar. Saem as roupas de carne e o visual exageradamente louco. Entram uma compositora e cantora talentosa, isso tudo com figurinos de diva.

lady-gaga-diva

No mês de agosto de 2014, a loira dá novos rumos à sua carreira e lança, em parceria com Tony Benett, um álbum de jazz (Cheek To Cheek). Após o fracasso de Artpop, esse disco inesperado, ao lado de um grande icone da música mundial coloca a trajetória de Gaga de volta nos trilhos. Nesse período, a cantora faz sua estreia no cinema: Machete Kills (em 2013) e Sin City: A Dame to Kill For (em 2014). Isso abre novas possibilidades para ela.

lady-gaga-tony-benett

Até 2015, Lady Gaga tinha vários prêmios por sua carreira musical, incluindo Grammy (seis, no total), EMA, VMA, Bilboard, etc; e concorreu ao Emmy pela turnê “Tony Bennett and Lady Gaga: Cheek to Cheek Live!”. Só que no início de 2016, agora como atriz, a loira incluiu mais uma premiação de peso ao seu currículo: o Globo de Ouro, de Melhor Atriz (em minissérie ou filme para TV). Isso porque, a também atriz faz parte do elenco de American Horror Story: Hotel, o que gerou uma nova fase em sua carreira.

lady-gaga-diva-1

Por fim, mas não menos importante, Gaga concorre ao Oscar de Melhor Canção Original, com a música “Til It Happens to You”, trilha do documentáio “The Hunting Ground” (olha que ela é favorita, com mais de 70% das opiniões). Essa guinada nos trabalhos como cantora, e inclusão de uma vertente dramática, faz com que a loira se torne uma artista completa. Você pode não gosta dela, mas agora respeita e percebe o talento da garota. Além disso, Gaga deixou de lado a excentricidades que mascaravam suas habilidades e deixa a mostra a verdadeira artista. Se Gaga levar a estatueta da Academia, ela passa na frente até de Madonna!

gaga-kiss

Making a Murderer: perguntas que não foram respondidas

making-a-murderer-netflix
O pessoal do Buzzfeed fez um post sobre Making A Murderer, uma série-documentário da Netflix que está dando o que falar. O site cita 29 pensamentos que a gente tem quando assiste ao programa, mas eu achei que faltaram alguns pontos, porém outras questões minhas são bem parecidas. Por isso, fiz minha própria lista de Questionamentos que temos ao ver Making A Murderer (contém spoiler pra quem ainda não viu):

1 – Eita, mas a série não é sobre assassinato, por que ele foi preso por estupro? (Ainda tô no episódio 1, vou esperar mais episódios pra ver o que acontece)

2 – Caraca, esse retrato falado não tem nada a ver com ele. Pode ser qualquer pessoa, será que só eu “diferentona” percebi isso?

3 – Mas eles vão prender um cara com base apenas num retrato falado e no reconhecimento da vítima, sem mais nenhuma prova?

4 – Ufa, ele saiu da cadeia, agora….Opa, como assim houve um assassinato?

5 – Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar? Que azar…

6 – Caramba, Teresa Halbach morreu e ela teve contato com Steven, será que ele matou ela?

7 – Como foi que o sobrinho dele se meteu nessa história?

8 – Ué, mas pelo vídeo dá pra ver claramente que houve indução do testemunho do Brendan Dassey. O pessoal do tribunal não viu essa gravação?

9 – Será que Steven e Brendan são inocentes mesmo?

10 – Se Steven não matou ela, quem matou?

11 – Porque o roommate de Teresa não deu queixa do desaparecimento dela, mesmo três dias depois?

12 – Quem apagou as mensagens da caixa de mensagens de Teresa? O que tinha nessas mensagens?

13 – Quem estava ligando para ela sem parar e ela ignorou?

14 – Os investigadores sabiam que Steve é inocente e o incriminaram mesmo assim mesmo ou eles plantaram as provas porque tinham certeza que ele é culpado?

15 – Como qualquer um dos envolvidos nesse caso dorme durante a noite?

16 – Porque o irmão da Teresa é a única pessoa a comentar o caso com a imprensa?

17 – Será que Steven, algum dia, vai conseguir provar sua inocência?

(tem mais perguntas? Deixe nos comentários pra gente debater)

making-a-murderer-netflix-historia

A história de Steven Avery:

Um cara, aparentemente normal, do Condado de Manitowoc, em Wisconsin, nos EUA, se envolve muitos julgamentos e passagens pela prisão ao longo de sua vida. Sua primeira condenação foi aos 18 anos, após ter roubado um bar com amigos, por esse crime, ele ficou em condicional por cinco anos. Depois, aos 20, Steven foi condenado por crueldade animal e passou nove meses na prisão.

No ano de 1985, Steven foi novamente envolvido em um crime, dessa vez, em um caso de estupro, pelo qual foi condenado e cumpriu 18 anos. Avery sempre se declarou inocente e buscou uma forma de provar isso. Com ajuda do Innocence Project (Projeto Inocência), ele conseguiu exoneração de sua pena, devido a um exame de DNA que prova sua inocência, e foi libertado em 2003. Steven entrou com um processo contra o Estado de Wisconsin.

Em 2005, sua vida é novamente tomada por outra acusação, prestes a receber uma grande indenização pelo Estado, Avery se torna o principal suspeito de uma assassinato. A fotógrafa e jornalista Teresa Halbach é dada como desaparecida e depois morta, sendo Steven a última pessoa, aparentemente, a vê-la com vida. A partir disso, uma série de julgamentos e depoimentos fazem parte da história de Steven Avery. Até sua condenação a prisão perpétua sem possibilidade de condicional.

making-a-murderer-netflix-historia-2

Para saber mais:
Making A Murderer
Steven Avery, de ‘Making a murderer’, pede anulação de julgamento
‘Making a Murderer’ Is About Justice, Not Truth
Teresa Halbach’s Relatives Share Pain over Making a Murderer: ‘This Is the Avery Family’s Side of the Story’
Making of a Murderer‘s Steven Avery is Guilty of Murder Says Former Fiancee

5 promessas de Ano Novo (que todo mundo faz… e não cumpre)

Ano novo, vida nova! Parece que ao arrancar a última folhinha do calendário, um mágico poder faz com que tudo se revigore. Bem, a gente sabe que não é tão verdade assim, mas o fim de um ano significa que um outro ciclo começa em seguida, por isso, vale fazer as promessas e resoluções (eu fiz as minhas). Mas tem umas coisas que todo mundo afirma que vai colocar em prática, mas quebra a promessa no dia 2 de janeiro.

Em 2016 vou…

Emagrecer/fazer dieta

dieta

Muitos afirmam que precisam perder os quilos adquiridos durante as festas de fim de ano, mas vem o verão, as férias e a promessa de cortar calorias fica pra trás.

Fazer exercícios/Malhar

exercicio

Daí, que você faz a matrícula logo em janeiro pra não desanimar e mal frequenta a academia. Espera passar o carnaval e depois fica se perguntando porquê de ter se inscrito nessa filial do inferno!

Juntar dinheiro/Gastar menos

dinheiro

Será que colocar 1 real no cofrinho por mês conta como juntar dinheiro? Pois assim eu até consigo fazer economias…

Ler mais livros

ler-livros

Você vai empilhando os livros na mesa de cabeceira, começa a ler um, dois, no entanto, não termina nenhum. Chega ao fim do ano, você tem tantos livros que parece a pessoa mais culta do mundo, mas o marcador de página está no capítulo 1.

Ver menos tevê

ver-tv

Não fique achando que Netflix não se enquadra nessa categoria, pois está sim! Ou seja, você decide ficar menos tempo na frente da telinha, mas daí estreia um seriado novo, tem um show imperdível, passa aquele filme que você queria tanto ver… até a novela parece interessante.

Assim, 366 dias depois (pois é bissexto), seu ano foi quase uma reprise de 2015…

2015… O ano que trouxe mudanças

Lola chegou na minha vida, trabalho novo e fui morar com o namorado!

Lola chegou na minha vida, trabalho novo e fui morar com o namorado!

Muita gente reclamou de 2015. Disseram que foi um ano intenso (e ruim), que foi atropelado, que surgiram coisas inesperadas não muito boas! Mas pra mim, esses 365 dias fizeram muita diferença na minha vida: eu me mudei de casa com o namorado, fui promovida no emprego e adotei a filhota Lola.

Trabalhando duro!

Trabalhando duro!

Não digo, que por conta das coisas ótimas, foi menos difícil. Assumi muito mais responsabilidades na vida, tanto no trabalho, quanto em casa (já que a uma vida canina depende de mim).

Amigas blogueiras e morando perto da praia (e Lola de novo)!

Amigas blogueiras e morando perto da praia (e Lola de novo)!

Porém pra não deixar a peteca cair e receber 2016 com braços abertos, fiz uma lista do que preciso pra os próximos 12 meses:

1 – Voltar a fazer uma atividade física (URGENTE)!
2 – Terminar de decorar a casa;
3 – Viajar… (esse ano foi de poucos passeios);
4 – Fazer tatuagem(ens);
5 – Ficar menos na internet e mais na rua;
6 – Comer melhor (mais verde e colorido)!

Que venha 2016 e toda sua esperança!