Arquivo

No Blog

Posts em No Blog.

Feminismo pra quê?

Feminismo pra quê?

Feminismo pra quê?

Seria tão bonito se no mundo as pessoas usassem suas influencias pra ajudar outras pessoas menos privilegiadas. Que usassem seus espaços na mídia pra apoiar movimentos de empoderamento. Mas uma pessoa, com uma série de privilégios, não consegue ver há um palmo de distância, e isso me entristece. Não tem como ter uma visão míope do privilegio e achar que todos são privilegiados assim também. Achar que o machismo é “apenas” um fiu fiu na rua ou um “minha namorada não pode usar roupa decotada”. O machismo mata!

Mata milhares de mulheres que apanham até a morte de seus companheiros. Mata mulheres que são estupradas e violentadas (por desconhecidos e conhecidos também). Mata mulheres que são abandonadas com filhos ainda pequenos e precisam se sustentar (e as crianças). Fico triste de ver pessoas que acham que o feminismo é o contrário de machismo (e não é, o oposto é o femismo).

Kesha e Fernanda Torres foram assuntos da semana no que se refere ao machismo nosso de cada dia

Kesha e Fernanda Torres foram assuntos da semana no que se refere ao machismo nosso de cada dia

Se você acha que a “questão da mulher” está bem resolvida e que não existe machismo no nosso mundo e no nosso país, saiba que: “Nos dez primeiros meses de 2015, do total de 63.090 denúncias de violência contra a mulher, 31.432 corresponderam a denúncias de violência física (49,82%), 19.182 de violência psicológica (30,40%), 4.627 de violência moral (7,33%), 1.382 de violência patrimonial (2,19%), 3.064 de violência sexual (4,86%), 3.071 de cárcere privado (1,76%) e 332 envolvendo tráfico (0,53%).Os atendimentos registrados pelo Ligue 180 revelaram que 77,83% das vítimas possuem filhos (as) e que 80,42% desses (as) filhos(as) presenciaram ou sofreram a violência”.
Fonte: Dados nacionais sobre violência contra as mulheres

Além disso, “a violência contra a mulher não é um fato novo. Pelo contrário, é tão antigo quanto a humanidade. O que é novo, e muito recente, é a preocupação com a superação dessa violência como condição necessária para a construção de nossa humanidade. E mais novo ainda é a judicialização do problema, entendendo a judicialização como a criminalização da violência contra as mulheres, não só pela letra das normas ou leis, mas também, e fundamentalmente, pela consolidação de estruturas específicas, mediante as quais o aparelho policial e/ou jurídico pode ser mobilizado para proteger as vítimas e/ou punir os agressores”, de acordo com os dados do documento Mapa Da Violência 2015 – Homicídio De Mulheres No Brasil.

E pra alguns “espertinhos de plantão”, a violência contra a mulher não é apenas agressão física, estupro, etc. O abuso contra mulheres pode ser: Humilhar, xingar e diminuir a autoestima, Tirar a liberdade de crença, Fazer a mulher achar que está ficando louca, Controlar e oprimir a mulher – veja mais nessa matéria Violência contra mulher não é só física; conheça outros 10 tipos de abuso.

beyonce-feminista

É triste ver que as pessoas tem medo e vergonha de se dizerem feministas, mas até a Beyoncé já se posicionou como tal, você também pode!

5 promessas de Ano Novo (que todo mundo faz… e não cumpre)

Ano novo, vida nova! Parece que ao arrancar a última folhinha do calendário, um mágico poder faz com que tudo se revigore. Bem, a gente sabe que não é tão verdade assim, mas o fim de um ano significa que um outro ciclo começa em seguida, por isso, vale fazer as promessas e resoluções (eu fiz as minhas). Mas tem umas coisas que todo mundo afirma que vai colocar em prática, mas quebra a promessa no dia 2 de janeiro.

Em 2016 vou…

Emagrecer/fazer dieta

dieta

Muitos afirmam que precisam perder os quilos adquiridos durante as festas de fim de ano, mas vem o verão, as férias e a promessa de cortar calorias fica pra trás.

Fazer exercícios/Malhar

exercicio

Daí, que você faz a matrícula logo em janeiro pra não desanimar e mal frequenta a academia. Espera passar o carnaval e depois fica se perguntando porquê de ter se inscrito nessa filial do inferno!

Juntar dinheiro/Gastar menos

dinheiro

Será que colocar 1 real no cofrinho por mês conta como juntar dinheiro? Pois assim eu até consigo fazer economias…

Ler mais livros

ler-livros

Você vai empilhando os livros na mesa de cabeceira, começa a ler um, dois, no entanto, não termina nenhum. Chega ao fim do ano, você tem tantos livros que parece a pessoa mais culta do mundo, mas o marcador de página está no capítulo 1.

Ver menos tevê

ver-tv

Não fique achando que Netflix não se enquadra nessa categoria, pois está sim! Ou seja, você decide ficar menos tempo na frente da telinha, mas daí estreia um seriado novo, tem um show imperdível, passa aquele filme que você queria tanto ver… até a novela parece interessante.

Assim, 366 dias depois (pois é bissexto), seu ano foi quase uma reprise de 2015…

2015… O ano que trouxe mudanças

Lola chegou na minha vida, trabalho novo e fui morar com o namorado!

Lola chegou na minha vida, trabalho novo e fui morar com o namorado!

Muita gente reclamou de 2015. Disseram que foi um ano intenso (e ruim), que foi atropelado, que surgiram coisas inesperadas não muito boas! Mas pra mim, esses 365 dias fizeram muita diferença na minha vida: eu me mudei de casa com o namorado, fui promovida no emprego e adotei a filhota Lola.

Trabalhando duro!

Trabalhando duro!

Não digo, que por conta das coisas ótimas, foi menos difícil. Assumi muito mais responsabilidades na vida, tanto no trabalho, quanto em casa (já que a uma vida canina depende de mim).

Amigas blogueiras e morando perto da praia (e Lola de novo)!

Amigas blogueiras e morando perto da praia (e Lola de novo)!

Porém pra não deixar a peteca cair e receber 2016 com braços abertos, fiz uma lista do que preciso pra os próximos 12 meses:

1 – Voltar a fazer uma atividade física (URGENTE)!
2 – Terminar de decorar a casa;
3 – Viajar… (esse ano foi de poucos passeios);
4 – Fazer tatuagem(ens);
5 – Ficar menos na internet e mais na rua;
6 – Comer melhor (mais verde e colorido)!

Que venha 2016 e toda sua esperança!

Retrospectiva 2015 | O que bombou no ano!

2015, o ano que nunca acaba. Se a gente pisca, uma coisa nova acontece (pro bem ou pro mal!). Esses 12 meses foram intensos, cheios de coisas boas, tiveram algumas ruins, mas no balanço geral, foi um momento de mudanças! Pensando nisso, separei os posts que mais brilharam no blog, pra uma retrospectiva básica!

FAMOSOS

famosas-2015

No mundo dos famosos, muita coisa aconteceu, mas quem é rainha (Kim) só confirmou sua majestade, outras que já vinham se destacando (Anitta), provaram que vieram pra ficar!

Anitta foi A artsita brasileira de 2015:
http://bit.ly/1Gd6RhG

Rihanna e Miley Cyrus causaram muito em 2015:
http://bit.ly/1MvZ0YV

Gilmore Girls volta com temporada especial. Mas você sabe por onde anda o elenco?
http://bit.ly/1NLu1tD

Kim Kardashian divou com um gravidez “pouco convencional”:
http://bit.ly/1YB0EiP

A Família Kardashian-Jenner mais uma vez “quebrou” a Internet:
http://bit.ly/1NCho6t

TV e NETFLIX

seriados-2015

O mundo das séries foi tomado por inúmeros produções novas, temporadas fresquinhas com histórias melhores ainda e, ainda alguns programas chegaram ao fim. Vem lembrar o que rolou na TV e Netflix

Jessica Jones levou o feminismo pras telinhas
http://bit.ly/1OnNcPV

Revenge chegou ao fim
http://bit.ly/1kha0mg

Grey’s Anatomy deixou todo mundo triste
http://bit.ly/1OiYE9l

Viola Davis levou prêmio histórico no Emmy
http://bit.ly/1QLPMzr

Arquivo X vai voltar
http://bit.ly/1U4OYng

Publicidade e Comunicação

propaganda-big-mac-2015

Estamos em um ano em que muitas coisas têm sido questionadas e não existe mais espaço pra machismo, racismo e homofobia. Só que parece que uma galera se esqueceu disso e ainda faz campanhas e “humor” se apoiando nessas “premissas”. Por outro lado, a publicidade se vale do que há de mais humano, o sentimento e cria ações baseadas nisso. Ah, e outros posts bacanas sobre o tema:

Em 2015 ainda existe espaço pra propaganda machista?
http://bit.ly/1YBy3tM

Mc Donalds aceita pagamento em amor
http://bit.ly/1YBycgT

Como são feitas as comidas das propagandas?
http://bit.ly/1OaeFma

Internet

A internet é a ferramenta que mais revolucionou e serve como ponto de contato e encontro de bilhões de pessoas ao redor do mundo.

Como aplicativos e streaming estão incomodando o status quo
http://bit.ly/1m6K7HI

Pinterest: a magia por trás dos pins e painéis
http://bit.ly/1SbUXIu

E, por fim, a grande questão que assola a humanidade:
Por que ter um blog?
http://bit.ly/1SbV6vE

why-to-blog

Inpiração da Semana: Onde está o Wally?

Um jovem de 23 anos (que não teve sua identidade revelada), na Inglaterra está chamando a atenção por sua conta inusitada no Instagram. O cara se veste como o famoso personagem dos livros Onde está o Wally? (Where’s Waldo?, em inglês) e tira fotos maravilhosas nos pontos turísticos de Londres – sempre sem mostrar o rosto! No perfil @wallyfound, você pode conferir cada uma das imagens desse projeto.

A photo posted by @wallyfound on

O fotográfo anda tão bombado que já deu entrevista para a BBC britânica. Quem foi criança nos anos 90, com certeza, teve pelo menos um exemplar da série Onde está o Wally?. Eu tinha quase todos e era bem viciada! Assim como o personagem do livro, o Wally do mundo real se mistura com a multidão e usa roupa característica: gorro e blusa vermelho e branco.

onde-esta-wally-2

onde-esta-wally-6

onde-esta-wally-5

onde-esta-wally-4

onde-esta-wally-3

A preguiça dos publicitários

Antes que vocês me xinguem, eu sou formada em publicidade, agora podem me xingar se quiserem! O texto é uma generalização de uma ~classe~, mas serve como uma reflexão para um comportamento muito comum no mercado publicitário. Sei que têm coleguinhas indo contra essa mare!

Estamos no finalzinho de 2015, quase quase 2016, mas preguiça no mundo da publicidade continua. Alguns “gênios criativos” ainda estão na época de Mad Men e desenvolvem campanhas preguiçosas, pouco inovadoras, isso sem contar as que têm viés machistas ou com estereótipo de gênero. As pessoas ainda querem vender “sonhos” irreais, que nem são mais desejos da maioria dos consumidores. As agências querem “criar” o próximo grande viral. Os influenciadores digitais vendem cada vez mais forma, sem conteúdo.

Em um post do B9, trazia a informação de que “a agência Heads monitorou todos os comerciais veiculados nacionalmente na Globo e no Megapix, o canal de maior audiência na TV aberta e de maior audiência na TV fechada, respectivamente” para analisar a questão de gênero nas propaganda. O resultado foi “menos de 20% dos comerciais contribui para a equidade de gênero e raça no Brasil”.

publicidade-genero-heads

Outro caso que demonstra a falta de compromisso, por assim dizer, de algumas agências foi uma campanha de ativar uma hashtag no Twitter, mas o resultado não foi bem o esperado. Quer dizer, o resultado pode até ter sido bom em termos de número, mas gerou uma repercurssão negativa, pois os influenciadores contratados fizeram “campanhas” pra seus seguidores postarem qualquer coisa e usar a # da ação. No fim, gera números altos de tuítes, no entanto, não entregam nada. Não tem conversão, não tem engajamento com a marca anunciante, apenas um relatório com maravilhosos números altos de tuítes com uma hashtag.

hashtag-fail-campanha

(via @_noobz)

Tem mais análise sobre a preguiça da publicidade brasileira aqui!

E por fim, o buzz da semana! Uma jovem australiana que tinha mais de 500 mil seguidores no Instagram e cansou de viver a vida (ir)real das redes sociais e apagou boa parte do seu conteúdo na web. A moça ainda editou a legenda de algumas poucas fotos e contou a verdade, que muitos que trabalha com internet ja sabem, sobre cada clique. Quem, como eu, está ligado no universo online está cansado de saber o que rola de campanha, mas tem todo uma leva de adolescentes que idolatram as celebridades de web e consomem o que eles “vendem” sem ao menos saber que são alvos ou ter senso crítico pra diferenciar. Mas outra vez, coloco a “culpa”em quem cria essas campanhas geniais cheia de imagens lindas, mas que não levam a lugar nenhum.

essena-real-life

Esse post já estava no rascunho, mas um papo com as bloggers Lado B me lembrou da tendência de slow down. Esse movimento consiste em diminuir e desacelerar os comportamentos e, com isso, os consumidores que mudaram, passam a impactar as ações e campanhas direcionadas a eles. Pois se as pessoas não forem mais impactadas com a publicidade atual, os criadores terão que (re)pensar novas formas de se posicionarem.

Receitas da semana: salmão e batata na airfryer e Tagliatele na manteiga com ervas

Receitas da semana

Receitas da semana

Para tudo que agora resolvi ser blogueira de gastronomia. Tá na verdade não é bem assim, mas como tenho cozinhado bastante, decidi compartilhar algumas receitas adaptadas e inventadas por mim. Tem salmão e batatas, só receitas na airfryer (amor eterno, amor verdadeiro) e massa na manteiga com filé. Vem, pega o bloquinho e anota tudo!
(não vou ensinar a filetar peixe, nem cozinhar macarrão, hehe, apenas transformar receitas boring em coisas gostosas)

Receita de Salmão na Airfryer

Taí um receita fácil, rápida e prática. Dúvida?

  • Ingredientes:
    Salmão em filés
    Sal grosso
    Alcaparras
    Azeite

Tempere o salmão com azeite e sal grosso, deixe descansando por uns 5 minutos, enquanto pré-aquece a airfryer a 180°C. Após isso, coloque as postas de salmão dentro da fritadeira sem óleo, por 16 minutos, a 200°C. Depois, confira se está no ponto de seu gosto, se não deixei mais uns  a 4 minutinhos

Receita de batata na air fryer

  • Ingredientes:
    Batatas inglesa médias
    Azeite
    Sal
    Pimenta do reino
    Queijo Ralado

Corte a batata em pedaços grandes (com casca mesmo), regue com azeite e adicione um pouco de sal e leve a airfryer, em 200°C por 15min. Depois desse tempo, jogue queijo ralado e aqueça por 5min a 180°C. Antes de servir salpique pimenta do reino.

Tagliatele na manteiga de ervas e filé grelhada

  • Ingredientes:
    Tagliatele
    1 colher de sopa de manteiga
    Ervas Finas ou outras
    Filé
    Sal
    Tempero de carne de sua preferência

Tempere a carne com sal e outros e deixe descansando. Cozinhe a massa como de costume, após estar al dente, escorra toda a água, enquanto derrete a manteiga e adiciona as ervas. Mexa para que tudo fique homogeneo e corrija o sal, caso necessário. Enquanto cozinha a massa, coloque a carne no grill, tipo George Foreman. Caso não tenho, faça na frigideira, virando quando estiver dourado.

Por que ter um blog?

why-to-blog

De tempos em tempos todo blogueiro (acredito eu) entra em uma crise existencial. Por que eu tenho um blog? Pra mim, a primeira resposta que vem à mente é: pois eu gosto de escrever. Algumas pessoas tem outras motivações, ganhar dinheiro, ter reconhecimento, ficar conhecido na internet. Nada disso é menos valioso, porém é preciso ser fiel às suas convicções.

Atualmente, o blog é uma parte importante da minha vida, pois é um espaço MEU, com minhas vontades e gostos. Atualmente, eu trabalho como publisher de dois grandes sites de entretenimento, o AdoroCinema e o Purebreak, os quais tenho que atingir metas, criar projetos, e o por fazer parte de uma grande empresa, as coisas passam por muita gente, por muitas aprovações. Aqui no Amanhã, tudo é diferente. Eu escolho a pauta, desenvolvo, crio, recrio, mudo, faço de novo. O objetivo do blog não é (e nunca foi) ganhar dinheiro, no entanto, se rolar uma graninha é bem vinda.

Como no momento, eu escrevo bem menos (quase nada) durante meu dia a dia de trabalho, aproveito que tenho esse espaço pra criar! E colocar a atividade da escrita em prática. Posso tratar de assuntos lights como famosos, seriados e decoração. Porém posso me arriscar a falar sobre como melhorar os posts para o Google, dar dicas de trabalho e também falar um pouco sobre marketing e publicidade digital. Por exemplo, aquino blog Kim Kardashian tem tanta relevância quanto outros assuntos cotidianos. E aí, vamos nos inspirar?

Minhas coisas favoritas dos anos 90

Opa, como foi o fim de semana de vocês? O meu foi bem tranquilo e deu tempo até de fazer posts, hehe! Vou aproveitar pra responder uma tag que tá rolando nos blogs: “coisas favoritas dos anos 90” – eu vi lá no Just Found, da Camilinha. Pois bem, anos 90 foi uma década que vivi bem, curti minha pré e adolescência, ia ao cinema com as amigas e depois lanchava no Mc Donald’s. Pra relembrar esse tempo que não volta mais, graças a deus pq meu cabelo na época era uó, vamos a minha listinha:

1. Filme da Disney favorito

aladdin-filme-anos-90Eu era viciada em Aladdin, curtia muito esse e Rei Leão. Nunca fui muito fã das princesas não!

2. Artista ou banda favorita

cd-anos-90-alanis-nirvana-nodoubtAlanis Morissette, Nirvana, No Doubt não paravam de tocar no meu CD Player.

3. Doce favorito

sorvete Nunca fui fã de doces em si, mas amava (e ainda amo) Sorvete, que eu tomava potes e potes.

4. Jogo favorito (tabuleiro, videogame…)

Super-Mario-World

Qualquer um do Supernintendo do meu irmão. Jogava Mario, Donkey Kong e Aladdin com os vizinhos lá em casa.

5. Surpresa preferida do McDonalds

mc-lanche-feliz

Ah, nem lembro. Não faço ideia.

6. Livro Favorito

eu-christiane-f

Não era bem meu favorito, mas que me marcou foi Christiane F., história da menina de 15 anos que se prostituía pra comprar drogas. Meio pesado, né?

7. Loja de roupa favorita

colcci-anos-90 Amava a Colcci e ela ainda tinha aquele cachorrinho como mascote.

8. Programa de TV da Nick favorito

Clarissa-sabe-tudo
Adorava os dois da Melissa Joan Hart, “Clarissa Sabe Tudo”, e “SSabrina, a Aprendiz de Feiticeira”.

9. O que você assistia quando chegava em casa da escola?

mtv-anos-90
MTV! Era viciada no canal e acompanhava todos os programas e ainda votava no Disk MTV.

Como trabalhar em casa pela internet

image

Sei que hoje é feriado, mas nada como já pensar bem sua semana curta. Que tal umas dicas de trabalhos pra empreender de casa mesmo?

Muita gente acha que trabalhar em casa, pela internet, é algo mágico e que se vai ficar rico muito fácil. Infelizmente, assim como outros áreas de atividades, o trabalho online requer dedicação de tempo e um certo investimento financeiro. Pela web, você pode oferecer produtos, serviços ou informações, mas isso pode assumir diversos formatos. Existem algumas ideias para quem busca iniciar seu negócio virtual e são elas: Loja Virtual ou e-commerce, Blog especializado, Infonegócio e Programas de afiliados.

E para te ajudar a ganhar uma graninha extra, ou abrir seu próprio negócio, descrevi aqui um pouco de cada uma dessas modalidades de empreendimento online. Inspire-se e comece bem a semana!

Loja Virtual

O quê é? Comércio montado online, com vitrine virtual e pagamento feito por cartões de débito, crédito, boleto bancário e/ou via moedas virtuais.

Como Funciona? Sem precisar sair de casa, o consumidor compra e recebe o item escolhido. Dessa maneira, você pode oferecer bens de consumo para clientes diretos em todo o Brasil e até no mundo.

Quer montar a sua, comece buscando serviços gratuitos como Loja Integrada ou Loja Virtual.

Blog especializado

O quê é? Site com conteúdo sobre um determinado tema e que pode vender espaço publicitário, bem como textos publicitários (pagos) como forma de monetizar.

Como funciona? Pode ser um blog de notícias, de variedades (normalmente sobre um tema específico – cinema, culinária, games) e que oferece anúncios publicitários como forma de ganhar dinheiro.

Quer testar? Faça seu blog no WordPress ou no Blogger.

Infonegócio

O quê é? Diferente da loja virtual que oferta bens de consumo físicos, esse tipo de empresa oferece produtos digitais como Jogos, Softwares ou ebooks (existe editora especializada pra isso).

Como funciona? O site oferecer, mediante pagamento, download de seus serviços, mas sem precisar fazer entrega física deles.

Programas de afliados

O quê é? Um rede de associados que de um lado conta com empresas anunciantes de seus produtos/serviços e de outro está a pessoa que vai divulgar.

Como funciona? a pessoa se cadastra nesse tipo de programa e oferece uma banner/vitrine/etc dos associados e ganha dinheiro caso alguém clique nesse conteúdo e faça compra vinda da sua indicação.

Quer testar? Se inscreva no Lomadee, por exemplo, e coloque um banner, uma vitrine no site ou blog.

{todas as dicas aqui são sinceras e não foram pagas, alguns desses serviços eu uso mesmo, como WordPress e Lomadee. A Loja Integrada usei por conta de uma disciplina da pós-graduação e o resto foi busca no Google}

Melhor da semana – 4ª edição

Sábado é aquele dia mais relax, momento de curtir a casa, a praia, a rua (ou uma casinha de sapê). Mas nem por isso, vou deixar vocês na mão sem posts novos. Aproveita a dica de ontem para o fim de semana e curta o evento O Mercado, depois acesso aqui e veja as sugestões de links da semana.

melhores-da-semana-4-edicao

{imagens: reprodução dos respectivos posts}

#1 melhor da semana: Oito fatores que atrapalham novos e pequenos blogueiros

Ale Garattoni joga a real para quem acabou de criar um blog, ou já tem um há um tempinho. A gente sabe que nunca é fácil, mas não precisa ser impossível.

#2 melhor da semana: Como tornar o conteúdo do seu blog mais interessante

Ainda passeando pela blogosfera, a Raquel Arellano, do Maionese, reunir informações essenciais do Bloglovin’ sobre o ato de blogar.

#3 melhor da semana: Os 50 erros de português mais comuns no mundo do trabalho

Não só no trabalho, mas erro de português pega malzão e bom sempre aprender/decorar as regras. Quem tem blog precisa ficar ligado (porém sempre passa uma coisa ou outra).

{imagens: reprodução dos respectivos posts}

{imagens: reprodução dos respectivos posts}

#4 melhor da semana: O que o caso Não Salvo vs. Anitta tem a ensinar para quem trabalha com publicidade na mídia social

A internet ainda é um universo meio sem lei. Pior ainda quando um famoso tenta fazer uma campanha ingênua e se depara com um zoar profissional tipo o Cid “Não Salvo”.

#5 melhor da semana: E se eu chegar aos 35 sem estar com a vida resolvida?

Ainda está em dúvida sobre a vida, pois se prepare pra continuar assim. Esse texto realista te convida a não se comparar com outras pessoas e viver o seu momento.

#6 melhor da semana: O fim da era Nômade Digital

A Fê Neute, do blog FÊliz com a Vida, desmistifica algumas questões sobre não ter residência fixa e conta porque decidiu voltar a “vida normal”.

Quem é você? Me diga aí…

Olá, pessoal! O blog está passando por uma reformulação e eu queria muito saber quem são vocês que acessam o Amanhã eu te conto. O que gosta? Como vivem? Do que se alimentam (tá isso não precisa, não). É interessante responder esse tipo de questionário, pois ajuda a gente a criar posts mais direcionados e a deixar o blog cada vez melhor.

Então, dê uma força e responde, please!!