Arquivo

Televisão e Seriados

Posts em Televisão e Seriados.

House of cards: 7 coisas que todo mundo sentiu na 4ª temporada

House_of_Cards-claire-frank-underwood

A Netflix lançou, de uma só vez, todos os episódios da 4ª temporada de House of Cards. Eu, que estava doente e só podia ficar deitada, terminei os 13 capítulos em apenas dois dias, o que me deixou triste (em pensar que só vou ter novos episódios ano que vem) e ansiosa (por ter que digerir tanta coisa em pouco tempo).

A volta de Frank e Claire Underwood nos deixou com uma série de reações, foram muitos altos e baixos pra apenas uma temporada. Quando a história parecia ir para um lado, vinha a trama e te levava pra outro. Dessa maneira, acredito que as pessoas tiveram (ou ainda terão) as mesmas 7 reações:

CUIDADO!! Vai ter uma chuva de spoilers!!

1 – Claire já chega no primeiro episódio se posicionando e você pensa: “Por que ela quer ir tão além, por que ela não pode aceitar o que já tem e apoiar Frank?”

house-of-cards--frank-claire-underwood

Mas ao longo dos episódios, a gente vai entendendo as ambições dela (mesmo que tortas) e queremos que ela seja, sim, reconhecida como uma pessoa igual ao Frank.

2 – Logo no início da 4ª temporada, você pensa: “Gente, o Lucas, não lembrava mais dele? Caraca, ele vai dar muito trabalho pro Frank nessa temporada de House of Cards, hein?”

house-of-cards-lucas

3 – Ah, que legal, Frank e Meechum vão ser mais amigos nessa temporada. Que legal Frank ter um amigo agora que a Claire está longe dele.

house-of-cards-frank-meechum

4 – No quarto episódio de House of Cards tudo parece bem até que… “OMG! Alguém levou um tiro?! Frank levou um tirou? Ok, ele não vai morrer, claro!! COMO ASSIM MEECHUM LEVOU UM TIRO????

house-of-cards-meechum

5 – Tá sei que o Frank não vai morrer, mas como ele vai sair dessa? Putz, ele perdeu boa parte do fígado e precisa de um transplante, quem eles vão ter que matar pra ele ter esse fígado?

house-of-cards-frank-underwood

6 – Como assim o Joel Kinnaman é um político encantador, bonito e tipo um Kennedy? Gente, o Conway pra mim sempre vai ser o policial viciado de The Killing. Não me convence!

house-of-cards-conway

7 – No final da temporada a gente se depara com a seguinte informação: “Ok, estava tudo indo quase tranquilo até que o jornalista Tom Hammerschmidt resolveu investigar as ideias que Lucas deixou e isso vai dar merda.”

house-of-cards-frank-underwood-2

Tanto deu que Hammerschmidt decide publicar a história, com alguns depoimentos que afirmam que Frank fez diversos jogos políticos (alguns ilegais) para chegar a presidência.

house-of-cards-claire-underwood

Pergunta bônus: “Como eles vão sair dessa?”

house-of-cards-4-temporada

Arquivo X está de volta | o quê eu achei

fox-mulder-dana_scully-x-files-arquivo-x-poster

Arquivo X volta com sua 10ª temporada, quase 14 anos após o “fim da série”. Se em 2002, os fãs ficaram inconsoláveis com o final da saga de Mulder e Scully, os anos seguintes foram bons e trouxeram filmes do programa, porém, nada que se comparasse com um novo ano com episódios inéditos (seis capítulos inéditos no total).

A noite de 25 para 26 de janeiro de 2016 marcou a volta do programa criado por Chris Carter. Em dois episódios super dinâmicos e cheio de revelações, Fox Mulder se rencontra com Dana Scully pra desmascarar uma conspiração ainda maior (alienígena ou do governo, assista pra saber a resposta). Sem entrar em spoilers, o seriado volta com sua abertura e trilha originais. Além disso, Arquivo X traz algumas referências ao passado, como a sala de Mulder cheia de lápis fincados no teto, o pôster “I Want to Believe” e frases saudosistas. Um prato cheio para os fãs.

fox-mulder-dana_scully-x-files-arquivo-x

Aqueles que não acompanharam toda a série podem ver sem problemas, pois as coisas são bem explicadas (mas é claro que você tem que ter uma base de Arquivo X) e muita coisa da trama faz referências a atualidade, como terrorismo, espionagem, vazamento de informações (caso Snowden e Assange). Mas ainda é preciso ter uma introdução pra saber quem é cada personagem que aparece, ou quais assuntos se refere, por exemplo, um cara fumando cigarro, o história da irmã do Mulder, quem é Skinner. Ah, e tem que acreditar nos ETs e teorias da conspiração, pelo menos dentro do programa.

Eu como fã me peguei rindo de piadas que meu namorado não entendeu. Fiquei emocionada com besteiras como um pôster e uma música de abertura. Meus olhinhos brilharam quando Mulder fala “você nunca será APENAS alguma coisa” para Scully.

Que está ansioso para os próximos episódios? o/

arquivo-x

Elenco de Friends: por onde anda?

FRIENDS-REUNION-2016
O elenco depois de Friends!

De tempos em tempos, surgem notícias sobre uma reunião do elenco de Friends, que depois de um tempo não se confirma! A série, que acabou em 2004, ainda coleciona fãs, esses loucos pra ver mais uma vez seus personagens favoritos. Por isso, quando começaram a pipocarem informações sobre um possível encontro da turma de amigos, a internet ficou enlouquecida.

FRIENDS-ENCONTRO

Será que esse pôster é real?

A “volta” do elenco de Frineds não é um retorno oficial da série. A ideia é fazer um especial da NBC de duas horas homenageando o diretor James Burrows. O cara completou a marca de 1000 episódios de seriados dirigidos – sendo 15 de Friends. Assim, o grupo de Nova York se reuniria aos personagens de Will & Grace, The Big Bang Theory, Mike & Molly, Taxi, Cheers e Frasier, em um programa temático homenageando o diretor. Mas parece que um integrante do sexteto não poderá estar presente: Matthew Perry.

Se 12 anos se passaram desde o fim do show, a gente fica curioso pra saber o quê esse pessoal fez nesse tempo. Após abandonar seus personagens, confira por onde anda (e andou) o elenco de Friends:

Jennifer Aniston (Rachel Green)
FRIENDS-jennifer-aniston-rachel-green

Em 2004, quando o programa chegou ao fim, Jennifer era casada com Brad Pitt e queridinha de Hollywood. Mas logo, as coisas viraram de uma maneira inesperada, ela foi tráida pelo marido e passou por um divórcio (em 2005). Só que parece que isso foi apenas combustível pra a atriz se jogar em novos projetos. A estrela deixou a televisão meio de lado e passou a apostar em filmes (principalmente) de comédias. Dizem Por Aí…, Amigas com Dinheiro, Separados pelo Casamento, Marley & Eu, Ele Não Está Tão a Fim de Você, Caçador de Recompensas, Esposa de Mentirinha, Quero Matar Meu Chefe 1 e 2 e esteve no superelogiado Cake: Uma Razão para Viver (pelo qual foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz de Drama).

Matt LeBlanc (Joey Tribbiani)
friends-matt-leblanc-joey-tribiani
Muita gente não sabe, mas o nosso eterno Joey está em um programa de sucesso nos EUA há quatro temporadas. Batizado de “Episodes”, o seriado traz o ator no papel de Matt LeBlanc, em uma versão mais exagerada dele mesmo. Até disso, ele também fez participações no programa de Lisa Kudrow, Web Therapy. Ah, e quem não se lembra do Spin Off de Friends, Joey? O seriado trazia a trajetória de Tribbiani depois de se mudar de Nova York pra Los Angeles, com sua irmã e sobrinho, pra tentar a vida como ator. Não pode-se dizer que foi um completo fracasso, pois durou duas temporadas.

Lisa Kudrow (Phoebe Buffay)
friends-lisa-kudrow-phoebe
Lisa Kudrow tem um seriado chamado Web Therapy. A série começou online, com a história de uma terapeuta virtual e foi comprada pelo canal Showtime. A atriz também fez participação no programa Cougar Town, de Courteney Cox. Além disso, ela teve um papel de destaque na série Scandal, e esteve no filme A Mentira, ao lado de Emma Stone, e faz a voz da personagem Wanda Pierce em BoJack Horseman, prestigiado seriado de animação da Netflix.

Matthew Perry (Chandler Bing)
FRIENDS-MATTHEW-PERRY-CHANDLER-BING

Desde o fim de Friends, Matthew colecionou séries (algumas nem tão bem sucedidas). O ator protagonizou Studio 60 on the Sunset Strip, Mr. Sunshine, Go On: Seguindo em Frente e The Odd Couple. Mas também esteve na estrelado e aclamando seriado The Good Wife. O nosso eterno Chandler ainda fez participação nos programas das amigas Courteney Cox (Cougar Town) e Lisa Kudrow (Terapia Virtual). Além disso, Matthew está ensaiando uma peça, em Londres, ‘The End of Longing’, e não vai comparecer ao encontro dos AMIGOS.

Courteney Cox (Monica Geller)
friends-courteney-cox-monica-geller
Enquanto Friends estava no ar, Courteney participou de grandes produções da época, como a franquia Pânico e Ace Ventura. Mas quando o seriado acabou, a atriz não esteve em filmes tão relevantes, porém, conseguiu emplacar um programa de comédia em 2009: Cougar Town. Antes disso, fez participações em séries como Scrubs, Private Practice e Web Therapy (da amiga Lisa Kudrow. A eterna Monica ainda estrelou o show Dirt, que foi um fracasso e não conseguiu a segunda temporada.

David Schwimmer (Ross Geller)
ross-geller-david-schwimmer
Seu maior papel no cinema, após o fim de Friends, foi a voz da girafa Melman na franquia de animação Madagascar. Assim como os outros amigos, David fez participação nos seriados Episodes (de Matt LeBlanc) e Web Theray (de Lisa Kudrow). Isso sem contar que ele virou um Kardashian! Ou melhor, o ator interpreta Robert Kardashian, o patriarca do clã mais famoso de Hollywood, na minissérie The People v. O.J. Simpson: American Crime Story!

Friends ficou no ar de setembro de 1994 e maio de 2004, nos EUA, e teve 236 episódios em dez temporadas.

UPDATE:

O mais próximo que tivemos de um encontro de Friends foi essa sketch no programa do Jimmy Kimmel.

E essa no programa da Ellen DeGeneres:

UPDATE 2:

Ontem, dia 24, foi gravado o tal especial. Olha só esse cross de Friends com The Big Bang Theory!

friends-encontro-

O programa especial vai ao ar no dia 21 de fevereiro nos Estados Unidos, pelo canal NBC.

Making a Murderer: perguntas que não foram respondidas

making-a-murderer-netflix
O pessoal do Buzzfeed fez um post sobre Making A Murderer, uma série-documentário da Netflix que está dando o que falar. O site cita 29 pensamentos que a gente tem quando assiste ao programa, mas eu achei que faltaram alguns pontos, porém outras questões minhas são bem parecidas. Por isso, fiz minha própria lista de Questionamentos que temos ao ver Making A Murderer (contém spoiler pra quem ainda não viu):

1 – Eita, mas a série não é sobre assassinato, por que ele foi preso por estupro? (Ainda tô no episódio 1, vou esperar mais episódios pra ver o que acontece)

2 – Caraca, esse retrato falado não tem nada a ver com ele. Pode ser qualquer pessoa, será que só eu “diferentona” percebi isso?

3 – Mas eles vão prender um cara com base apenas num retrato falado e no reconhecimento da vítima, sem mais nenhuma prova?

4 – Ufa, ele saiu da cadeia, agora….Opa, como assim houve um assassinato?

5 – Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar? Que azar…

6 – Caramba, Teresa Halbach morreu e ela teve contato com Steven, será que ele matou ela?

7 – Como foi que o sobrinho dele se meteu nessa história?

8 – Ué, mas pelo vídeo dá pra ver claramente que houve indução do testemunho do Brendan Dassey. O pessoal do tribunal não viu essa gravação?

9 – Será que Steven e Brendan são inocentes mesmo?

10 – Se Steven não matou ela, quem matou?

11 – Porque o roommate de Teresa não deu queixa do desaparecimento dela, mesmo três dias depois?

12 – Quem apagou as mensagens da caixa de mensagens de Teresa? O que tinha nessas mensagens?

13 – Quem estava ligando para ela sem parar e ela ignorou?

14 – Os investigadores sabiam que Steve é inocente e o incriminaram mesmo assim mesmo ou eles plantaram as provas porque tinham certeza que ele é culpado?

15 – Como qualquer um dos envolvidos nesse caso dorme durante a noite?

16 – Porque o irmão da Teresa é a única pessoa a comentar o caso com a imprensa?

17 – Será que Steven, algum dia, vai conseguir provar sua inocência?

(tem mais perguntas? Deixe nos comentários pra gente debater)

making-a-murderer-netflix-historia

A história de Steven Avery:

Um cara, aparentemente normal, do Condado de Manitowoc, em Wisconsin, nos EUA, se envolve muitos julgamentos e passagens pela prisão ao longo de sua vida. Sua primeira condenação foi aos 18 anos, após ter roubado um bar com amigos, por esse crime, ele ficou em condicional por cinco anos. Depois, aos 20, Steven foi condenado por crueldade animal e passou nove meses na prisão.

No ano de 1985, Steven foi novamente envolvido em um crime, dessa vez, em um caso de estupro, pelo qual foi condenado e cumpriu 18 anos. Avery sempre se declarou inocente e buscou uma forma de provar isso. Com ajuda do Innocence Project (Projeto Inocência), ele conseguiu exoneração de sua pena, devido a um exame de DNA que prova sua inocência, e foi libertado em 2003. Steven entrou com um processo contra o Estado de Wisconsin.

Em 2005, sua vida é novamente tomada por outra acusação, prestes a receber uma grande indenização pelo Estado, Avery se torna o principal suspeito de uma assassinato. A fotógrafa e jornalista Teresa Halbach é dada como desaparecida e depois morta, sendo Steven a última pessoa, aparentemente, a vê-la com vida. A partir disso, uma série de julgamentos e depoimentos fazem parte da história de Steven Avery. Até sua condenação a prisão perpétua sem possibilidade de condicional.

making-a-murderer-netflix-historia-2

Para saber mais:
Making A Murderer
Steven Avery, de ‘Making a murderer’, pede anulação de julgamento
‘Making a Murderer’ Is About Justice, Not Truth
Teresa Halbach’s Relatives Share Pain over Making a Murderer: ‘This Is the Avery Family’s Side of the Story’
Making of a Murderer‘s Steven Avery is Guilty of Murder Says Former Fiancee

Jessica Jones, feminismo e super-heróis

jessica-jones-netflix

Jessica Jones (interpretada por Krysten Ritter), o último lançamento original da Netflix com a Marvel, tem dado o que falar na internet por conta de seu feminismo. A série conta a história da (anti-)heroína que dá nome à história, mas o que chama mais atenção no programa é seu viés feminista. Em um mundo de super-heróis masculinos e versões femininas hipersexualizadas, a personagem vai na contramão. Logo no primeiro episódio, o show passa no teste Bechdel, que desde que eu conheci, passei a aplicá-lo em qualquer tipo de obra que me deparo, principalmente em conteúdos audiovisuais. Para quem ainda não conhece, o teste é baseado em uma ideia criada pela quadrinista Alison Bechdel (se não sabe quem é, corre pra ler Fun Home) e consiste em:

1 – Deve ter pelo menos duas personagens mulheres, com nomes (Jessica, Trish, Jeri);
2 – Elas conversam entre si;
3 – Sobre alguma coisa que não seja um homem.

Parece bem simples, mas não é!

Pensando nisso, fiquei impressionada nas cenas em que as várias personagens mulheres conversam entre si e falam de várias coisas, como vida, problemas, trabalho, outras mulheres (e até homens). Pronto, passou pelo teste, mesmo que na metade da temporada, Jessica seja atormentada por um homem e só pense nisso, mas logo esse tormento é explicado melhor, quando nos deparamos com relacionamento abusivo em que ela estava.

jessica-jones-kilgrave

O programa é mais uma obra original da Netflix, em parceria com a Marvel – que já desenvolveu Demolidor -, e agora traz essa heroína(?) do mesmo universo do demônio de Hell’s Kitchen, mas também faz crossover com Homem-Aranha e os Vingadores. Na série, ela deixa a tentativa de ser super-heroína pra trás e se aventura como investigadora particular (mas sempre fugindo de Kilgrave, o Homem-púrpura, que tem poder de controlar todos ao seu redor e fazer o que bem entender – leia-se, obrigar alguém até se matar).

jessica-jones-killgrave-2

Ao desenrolar dos capítulos, a personagem tem seu passado revelado, sabemos um pouco mais sobre sua vida antes dos poderes e também como ela conhece Trish. Mas o que mais chama a atenção é como Kilgrave é obcecado por Jessica, a ponto de matar e manipular todos a seu redor. Porém, a série não é só feminista na trama, como também na sua produção. O programa é criado por uma mulher, Melissa Rosenberg, tem várias produtoras Jenna Reback, Dana Baratta, Jamie King e a própria criadora. Isso sem contar as diretoras de alguns episódios tais S.J. Clarkson, Uta Briesewitz, Rosemary Rodriguez. Quem estava cansada de heróis com capas e collants cafonas, Jessica Jones é um sopro de ar fresco no universo quase exclusivo dos superpoderes masculinos.

Outros textos sobre o assunto:

Esqueça os super-heróis: a Marvel fez uma série sobre abuso
Precisamos falar sobre Jessica Jones (e Kilgrave!)
“Jessica Jones” passa com folga no Teste de Bechdel

Elenco de Gilmore Girl, por onde anda

gilmore-girls-elenco

Essa semana, junto com Star Wars e De Volta para o Futuro, teve outro bafafá! O fato é: a Netflix (sempre ela) adquiriu os direitos de fazer uma especial de Gilmore Girls. Digo especial pois será uma minissérie de quatro capítulos com 90 minutos de duração. Vai ter mais de Lorelai e Rory, só que eu tenho um certo de receio desses revivals. Mas sem querer parecer a tia chata, decidi caçar por onde anda o elenco de Gilmore Girls, vem comigo:

Lauren Graham (Lorelai Gilmore)

Lauren Graham (Lorelai Gilmore)

Com o fim da série sobre mãe e filha, a atriz Lauren Graham fez participação em Web Therapy, da querida Lisa Kudrow (eterna Phoebe de Friends). Depois, ela integrou o elenco de Parenthood, programa que conta a história de pais e mães de uma mesma família. Além da tevê, ela também dublou filmes como Tá Chovendo Hambúrguer.

Alexis Bledel (Rory Gilmore)

Alexis Bledel (Rory Gilmore)

A morena dos olhos claros com cara de boa menina fez papéis tanto na tevê, quanto no cinema. A sequência Quatro Amigas e um Jeans Viajante 2 (2008), que tem Blake Lively no elenco, foi um dos maiores sucessos da atriz no cinema. Ela fez ainda outros filmes de comédia como Recém-Formada (2009) e foi atriz convidada em Mad Men, interpretando Beth Dawes – foi nesse programa que Alexis conheceu seu marido, o ator Vincent Kartheiser.

Scott Patterson	(Luke Danes)

Scott Patterson (Luke Danes)

Como fim de Gilmore Girls, nosso eterno Luke emendou a franquia de Jogos Mortais e participou do quarto, do quinto e do sexto filmes da série. Esteve também no seriado teen 90210 e do programa The Event, ainda fez participações em CSI: Miami.

Keiko Agena (Lane Kim)

Keiko Agena (Lane Kim)

Melhor amiga de Rory no programa, mas fora das telas, além de atuar em produções de carne e osso, ela também empresta sua voz em dublagens. Keiko fez parte do elenco de dubladores do desenho Kim Possible e participou de grandes séries, com aparições especiais, como em Private Practice, ER, Castle e House.

Kelly Bishop (Emily Gilmore)

Kelly Bishop (Emily Gilmore)

A matriarca do clã Gilmore fez apenas pequenas participações em “Law & Order: Special Victims Unit e Good Wife após o fim do show. No cinema, ela esteve no elenco de Solteiros Com Filhos .

Edward Herrmann (Richard Gilmore)

Edward Herrmann (Richard Gilmore)

O ator faleceu em 2014 e conta com filmes como Lobo de Wall Street o seu curriculo. Ainda teve papel recorrente em The Good Wife, e participações em Drop Dead Diva, How I met Your Mother e vários filmes para TV.

Melissa McCarthy (Sookie St. James)

Melissa McCarthy (Sookie St. James)

Tem gente que nem lembra que a atriz interpretou Sookie em Gilmore Girls. Melissa fez tanto sucesso em Hollywood e foi indicada ao Emmy e ao Critics’ Choice Movie Awards. Depois do seriado, ela ganhou papel principal em Mike & Molly e esteve nas telonas em Missão Madrinha de Casamento, Bem-vindo aos 40, Se Beber, Não Case! Parte III e A Espiã Que Sabia de Menos (ufa)!

Liza Weil (Paris Geller)

Liza Weil (Paris Geller)

Lembra de Paris? A amiga de faculdade de Rory, pois ela ganhou um bom papel de destaque em Scandal e, agora, está em How to Get Away with Murder. Curiosidade: a atriz esteve em mais outras duas séries de Shonda Rimes, Grey’s Anatomy e Private Practice, em participações rápidas.

Jared Padalecki (Dean Forester)

Jared Padalecki (Dean Forester)

Jared era o namorado fofinho de Rory, agora, ele é Sam, um dos irmãos Winchester em Supernatural. No show que mistura suspense e terror, o ator já foi bonzinho e vilão, mas a gente sempre vai lembrar do olhar doce dele em Gilmore Girls.

Milo Ventimiglia (Jess Mariano)

Milo Ventimiglia (Jess Mariano)

Jess era o namorado bad boy de Rory, que “rouba” a garota de Dean. Após o seriado, o cara fez bastante coisa tanto no cinema quanto na tevê. Nas telonas, logo depois de sua saída do programa, o ator interpretou o filho de Rocky Balboa no filme homônimo. Também viveu o (anti-)herói Peter Petrelli na série Heroes e dublou diversos desenhos como Wolverine e Ultimate Homem-Aranha, além de aparecer no badalado programa Gotham, recentemente.

Matt Czuchry (Logan Huntzberger)

Matt Czuchry (Logan Huntzberger)

Logan foi o terceiro namorada de Rory e eles se conheceram quando ela estava em Yale. O ator, após sua participação em Gilmore Girls, esteve no elenco de Friday Night Lights e The Good Wife (todo mundo que sai de uma série famosa vai pra Good Wife, é isso?)

Todd Lowe (Zack Van Gerbig)

Todd Lowe (Zack Van Gerbig)

Zack, personagem de Todd, foi o marido de Lane, melhor amiga de Rory. O ator, logo após a série, fez participação especial em NCIS: Investigações Criminais e teve papel de destaque em True Blood.

E aí, você acha que essa galera toda volta para os quatro novos capítulos? Vocês estão ansiosos pela volta das garotas Gilmore?
(gente, não estava conseguindo responder os comentários do blog, eu leio tudo, mas agora deixei resposta lá pra vcs. Não achem que sou blasé)

Elenco de Sex and the City: por onde anda?

sex-and-the-city-elenco

Depois que uma série icônica chega ao fim, muitos dos atores e atrizes desaparecem do nosso radar e voltam em pequenas produções. No caso de Sex and the City, o elenco tem sorte, pois de tempos em tempos rola um filma do seriado (bom pra todo mundo se reunir, ganhar dinheiro). Confira por onde anda o elenco de Sex and the City.

Pensando nisso, decidi investigar o quê Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda andam fazendo. Vem comigo:

sex-and-the-city-carrie
Sarah Jessica Parker (Carrie Bradshaw)

A atriz alcançou status de fashionista por conta de sua personagem, dessa maneira, ela continua envolvida com o universo da moda. Recentemente, ela lançou sua coleção de sapatos SJP Collection, mostrando que é louca pelo item assim como Carrie. No cinema, faz tempo que ela não figura uma produção e, na tevê, a atriz esteve presente em alguns episódios de Glee.

sex-and-the-city-charlotte
Kristin Davis (Charlotte York)

A morena anda bem sumida, a última produção em que aparece no IMDb é na série Bad Teacher, que foi cancelada em 2014 após três episódios no ar. E o último filme listado dela é de 2012 e chama Viagem 2: A Ilha Misteriosa. Ela deve estar torcendo por um Sex and the City 3.

sex-and-the-city-miranda
Cynthia Nixon (Miranda Hobbes)

A atriz foi uma das que não parou de trabalhar um ano sequer desde o fim da série em 2004. Ela participou de séries de sucessos como ER, House e Law and Order. Fez aparições recorrentes em The Big C e Hannibal e constam três filmes em 2015 no perfil do IMDb.

sex-and-the-city-samantha
Kim Cattrall (Samantha Jones)

A nossa eterna Samantha, assim como Cynthia, participa de bastante coisa na televisão desde o fim do seriado Sex and the City. Ela integra o elenco do remake para tevê da série Sensitive Skin.

sex-and-the-city-mr-big
Chris Noth (Mr. Big)

O ator faz parte do elenco de Law & Order: Criminal Intent e da aclamada série The Good Wife – é um dos que melhor se garantiu com o fim de SATC.

sex-and-the-city-steve
David Eigenberg (Steve Brady)

O marido de Miranda no programa fez algumas participações em seriados americanos como Private Practice, Castle e Law and Order e, atualmente, está no show Chicago P.D.

Mais +++

Ainda tem esse vídeo maravilhoso que te mostra outros personagens, no caso alguns do romances que as garotas tiveram na série e como estão os atores agora:

Emmy 2015: Viola Davis ganha prêmio histórico + GoT + Mad Men

image

Segunda-feira chegando em polvo rosa (ok, gíria do Twitter para polvorosa), ontem teve o Emmy, o “””””OSCAR””””” da televisão americana apresentado por Andy Samberg. Hoje não é dia de falar de séries em si, mas podemos bater um papo sobre cultura pop* e chegar a umas conclusões.

image

Primeiro de udo: o discurso de agradecimento de Viola Davis. A mulher já tem um Tony (prêmio do teatro) e indicações ao Oscar, claro que ela era a candidata mais forte ao Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática (por HTGAWM). E ganhou! O discurso foi emocionante, ela foi a primeira negra a levar a estatueta nessa categoria.

Viola Davis wins the Emmy for the Outstanding Lead Actress in …Viola Davis makes history tonight as the first black woman to win the Emmy for Outstanding Lead Actress in a Drama. #Emmys #Emmys2015 #ViolaDavis #HowToGetAwayWithMurder #makinghistory

Posted by Emmys / Television Academy on Sunday, September 20, 2015

 

Outro ponto alto foi a Academia reconhecer finalmente o talento de Jon Hamm. O cara tem um bom timing pra comédia e concorreu como Ator Convidado em Série de Comédia, porém foi pelo papel de Don Draper (Mad Men) que ele levou o Emmy de Melhor Ator em Série Dramática. Eu gosto quando eles, pelo menos aos 46 do segundo tempo, reconhecem um bom trabalho, visto que Mad Men teve seu fim em 2015.

image

Tadinha da Amy Poehler, nunca levou por Parks & Recreations (e nunca vai levar). A atriz se despediu de sua personagem Leslie Knope nesse ano, no entanto, mais uma vez viu a estatueta ir para as mãos de Julia Louis-Dreyfus. Julia, por sua vez, é sensacional e a personagem hilária – não vi todas temporadas, mas até agora curti o que assisti.

amy-poehler-emmy-2015

Game of Throneszzzzzzz é a queridinha do momento e continua ganhando prêmios. Levou na categoria Melhor Série Dramática, que tinha como concorrentes Better Call Saul, Downton Abbey, Homeland, House of cards, Mad men e Orange is the new black (que ano passado era comédia). Acho que pelos concorrentes, que em sua maioria tiveram temporadas fracas, o prêmio foi bem direcionado. O show da HBO ainda levou Melhor Direção em Série Dramática (David Nutter) e Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática (Peter Dinklage – merecido sempre!!).

peter-dinklage-emmys-2015

Se em 2010, Ricky Gervais foi o apresentador (muitooo) controverso do Emmy, em 2015, ele “apenas” apresentou a categoria Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia. Só que antes disso, por nunca ter ganhado, ele fingiu que levava a estatueta para a casa e, só depois, deu o prêmio para Tony Hale (Veep).

image

Lady Gaga também deu o ar da graça, a cantora estava linda linda e foi convidada para entregar o Emmy de Melhor Ator em Minissérie/Telefilme para Richard Jenkins (Olive Kitteridge) – mas ela foi indicada ao prêmio de

image

Fazia tempo que eu não assistia uma premiação, tinha tomado bode de tudo, mas lembrei que gosto desse tipo de coisa. Principalmente, do Emmy que traz o melhor da tv americana (e que eu sou viciada desde sempre) em uma festa onde todos são amigos, se conhecem e fazem piadinhas internas no tapete vermelho.

{Imagens reprodução}

* segunda-feira, dia de posts sobre cultura pop, internet ou marketing

Grey’s Anatomy + Scandal + HTGAWM

greys-anatomy-scandal-shonda-rhimes

Que Shonda Rhimes é foda e poderosa todo mundo sabe. A criadora e showrunner mais amada dos EUA conseguiu reunir o elenco principal das suas três séries em um ensaio pra revista People. Assim, a reunião entre Grey’s Anatomy, Scandal e How to Get Away With Murder foi feita para celebrar o retorno das temporadas dos shows!

No dia 24 de setembro, uma quinta-feira, Meredith (Elle Pompeo), Olivia Pope (Kerry Washington) e (Viola Davis) estarão nas telinhas americanas com os novos anos dos programas.

Mas por que essas personagens são tão maravilhosas? Eu te conto e ainda faço resuminho dos seriados (vai ter spoiler):

Grey’s Anatomy

Apesar de eu ter desistido das últimas temporadas por motivos de meu precioso tempo é escasso, a ideia do seriado em si é bem boa. Alunos dos último anos de medicina entram no (na época) hospital Seattle Grace – lá na primeira temporada. A mocinha (Meredith Grey) se envolve com um cara (Dr. Derek Sheppard) que conhece num bar pra depois descobrir que ele vai ser seu chefe, e ainda por cima casado.

A personagem principal é cheia de defeitos e fragilidades que são exploradas ao longo das temporadas. A falta dos pais (pai ausente e mãe workaholic) durante sua infância marcou profundamente a personalidade dela. Mas, o bacana da série é que todos crescem evoluem e mudam, da mesma forma como ocorre na vida real. [major spoiler alert] no último ano, depois de casar e ter filhos com Derek, ele morre após um acidente mudando o destino de tudo e todos.

Scandal

A premissa do programa, por si só já é incrível: Olivia Pope é uma advogada badass, que faz gerenciamento de crises para os poderosos (inclusive para o Presidente dos EUA). A moça possui uma agência para salvar a pele dos seus clientes, que acabam envolvidos nos mais escabrosos escândalos, mas por outro lado, ela se depara com uma agência secreta do governo.

Nas segunda e terceira temporadas, eu achei que Olivia ficou meio bocó, por conta da sua paixonite pelo presidente, mas na quarta, ela voltou a ser a fodona que amamos!

How to Get Away with Murder (ou HTGAWM, para os íntimos)

Em apenas 15 episódios do primeiro ano, Annalise Keating (Viola Davis) te conquista. Apesar de ser uma pessoa muito séria, exigente e fechada, a professora universitária e advogada (olha a profissão aí novamente) é disputada pelos alunos. Todos querem fazer um estágio no seu escritório e e livrar os clientes das acusações mais complicadas.

Só que no meio de tudo isso um assassinato acontece, o lado frágil e segredos de Annalise vêm a tona. Tô louca pela segunda temporada!

Além de Game of Thrones, George R.R. Martin cria novos seriados para HBO

image

Na manhã dessa segunda-feira, 15 de junho, os fãs de Game of Thrones não paravam de reclamar do episódio de domingo, bem como dos spoilers soltados nas redes sociais. A série, criada a partir dos livros de George R.R. Martin, tem dado o que falar e possui inúmeros fãs ao redor do mundo. Pegando carona nesse sucesso, a HBO já encomendou três novos programas criados pelo autor da saga de As Crônicas de Gelo e Fogo.

Ainda não se sabe se as próximas tramas serão adaptadas de algum livro já lançado do escritor, ou se será algo inédito. Além disso, R. R. Martin anda bastante ocupado, pois ele participa da concepção do seriado Game of Thrones, bem como está presente em diversos compromissos relacionados ao show.

George já deixou de escrever roteiros da quarta e da quinta temporadas de GoT, ele era o responsável pelo roteiro de um episódio central de cada ano da série. Além de ter esses novos programas encomendados, o autor precisa terminar de escrever o livro “Os Ventos de Inverno”, sexto da saga e que seria inspiração da sexta temporada (e a quinta terminou ontem). Acho que George tem correr atrás do tempo perdido.

image

Grey’s Anatomy: 5 mortes de personagens que nos deixaram de luto

Têm spoilers, muitos spoilers

wpid-greys-anatomy-mortes.png

Muita gente ainda está de luto com a morte de Derek na temporada 11 de Grey’s Anatomy. O amor da vida de Meredith sofreu um acidente e passou dessa pra melhor. Após a despedida de Dr. McDreamy, a médica tem que aprender a viver com ausência do seu grande amor. Mas quem acompanha a série sabe que ninguém está a salvo no programa e muitas mortes aconteceram nesses anos de programa. Quem foi o personagem que te deixou com mais saudade?

wpid-greys-anatomy-mortes-3.png

Derek Shepherd

Por essa os fãs não esperavam, logo após o episódio do dia 23 de abril, os seguidores de Grey’s Anatomy acordaram em luto. Isso porque um dos principais personagens do programa havia morrido. O Dr. Derek Shepherd sofreu um acidente que tirou sua vida, fazendo com que Meredith ficasse viúva e com filhos pequenos.

George

Essa foi uma das mortes mais tristes de todo o seriado. Um dos personagens bem queridos deixou a série na quinta temporada. O ator já havia saído do programa, mas em um episódio, um homem entra na emergência do hospital todo desfigurado, só no fim, Meredith descobre que se trata de George e ele morre.

izzie-denny

Denny Duchette

Lá na terceira Izzie se apaixonada por um paciente que está na fila de transplante. Assim, Izzie faz de tudo, até conseguir “pular” seu amado na lista pra ele conseguir o órgão. Só que em vão, pois Denny não resiste ao pós operatório e morre. Essa foi a primeira grande morte e impactante do seriado!

lexie-sloan

Sloan e Lexie

Em um acidente de avião (PQP, como Shonda gosta de acidentes, hein?), alguns médico e internos caem num lugar deserto. Lexie Grey, meia-irmã de Meredith, morre no local. Outros são resgatados, dentre ele o Dr. Sloan. Mark volta para Seattle Grace, mas não tem forças para continuar após a morte de sua amada Lexie.

wpid-greys-anatomy-mortes-1.jpg

Os pais de Meredith

Essas duas mortes definem muito o destino de Meredith na série. Ellis e Tatcher Grey são mãe e pai de Meredith, respectivamente. A distância física que eles mantiveram com a filha causou a maioria dos traumas da protagonista. Por isso, a morte deles, durante a série, foi para ela muito triste, mas ao mesmo tempo libertadora, pois Meredith se viu “livre” dos fantasmas que a assombravam.

wpid-greys-anatomy-derek.gif

Tchau, Derek!

5 momentos que Bruna Marquezine, em I Love Paraisópolis, foi como a gente

Mais uma vez, Bruna Marquezine vive uma protagonista em novela, dessa vez, a morena encarna a personagem principal da trama de I Love Paraisópolis. Agora, a atriz vive a paulista Marizete (ou Mari pros íntimos), que batalha no dia a dia pra conseguir vencer na vida. Mas a jovem tem uma história parecida com a da gente. Vem ver:

1 – Um ex-namorado que não larga do pé

image

Grego (Caio Castro) é o ex de Mari, mas o cara não aceita o fim do relacionamento. O moreno fica atrás da moça, mesmo já de caso com outra, e tenta, a todo custo, sempre voltar o namoro.

2 – Uma melhor amiga-irmã

image

Danda (Tatá Werneck) é a BBF de Mari e as duas estão sempre juntas, trabalham nos mesmo lugares e são despedidas ao mesmo tempo. Passam por situações hilárias e tristes, mas não deixam a peteca cair. Quem não tem uma amiga-irmã (quase) assim?

3 – Passar vergonha na frente de um gatinho

image

Claro que quando o cara mais bonito do pedaço aparece, você paga aquele mico gigante. No caso de Mari, toda vez que ela encontra Ben (Maurício Destri), a moça faz algo constrangedor com o rapaz – seja jogar uma lata de tinta na cabeça do gato ou borrifar produto de limpeza na cara dele.

4- Ser assaltada no exterior

image

Você acaba de chegar num país novo e, pá, é assaltada. Isso acontece com muita gente pelo mundo a fora. E com Mari e Danda não foi diferente, as duas mal pisaram em Nova York e tiverem passaporte e dinheiros roubados.

5 – Ter que fazer um bico pra completar a renda

image

Pra ganhar um extra, Mari precisa batalhar muito. Ela vive fazendo diversos trabalhos, como garçonete ou trabalhando em hotel pra completar a renda no fim do mês. Quem nunca pegou aquele freela pra não fechar no negativo?